Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Carta ao CEO (Parte II)

scott-graham-OQMZwNd3ThU-unsplash

Alguns dias atrás fiz um artigo provocando meus colegas dirigentes sobre alguns temas que, imagino, devem acontecer com frequência muito perto de nós.


Recomendo que se não leu o primeiro “Carta ao CEO”, leia primeiro antes de ler este aqui (Clique aqui para ler o primeiro artigo).

Quando a informação não chega – ou chega errada -, corremos o grande risco de tomar uma decisão equivocada ou, pior ainda, deixamos de tomar a decisão certa. Isso é bem complicado porque no final do dia seremos cobrados por todos os steakholders, sócios, board, clientes, equipe e, com toda a certeza, por nós mesmos.

Dando certo é coletivo; Mas dando errado, a responsabilidade é nossa meu amigo, não é?

O que podemos fazer então para minimizar esse risco?

Pra mim a resposta é simples: Pessoas!

Pessoas boas, competentes e que se apoderam do propósito da empresa, fazendo deste o seu próprio.

As vezes parece que brinco, mas é a pura verdade que trabalho para ter um time melhor do que eu mesmo!

E você, tem atraído talentos melhores que você?

Não conheço nenhum negócio extraordinário sem pessoas extraordinárias!

Nesse mundo que se fala tanto da tecnologia, vejo na maioria das vezes o ser humano sendo colocado em segundo plano, mas isso é assunto para um próximo artigo.

Alexandre Chaves

CEO da C4i Inteligência em Segurança e Diretor do Departamento de Segurança e Defesa da FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.