Por que você deveria migrar imediatamente para o monitoramento inteligente?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Por que você deveria migrar imediatamente para o monitoramento inteligente?

Entenda como a solução funciona e quais são as vantagens em utilizá-la

O monitoramento inteligente tem como conceito uma proposta diferenciada no mercado: atuar de maneira preventiva e proativa, identificando potenciais riscos antes que se convertam em perdas reais – protegendo pessoas, patrimônio e continuidade dos negócios. Trata-se de uma completa mudança de paradigma em relação ao padrão anteriormente vigente em que a segurança era feita de forma reativa (pós-alerta).

Por ser uma quebra de padrão de um modelo que continua o mesmo há mais de meio século, pode ser muito difícil fazer com que uma empresa, um condomínio ou uma loja entenda que existe uma forma mais inovadora e assertiva de fazer a vigilância de um ativo.

Por isso, nós da C4i – Inteligência em Segurança listamos 4 motivos para que sua empresa ou a empresa que você trabalha mude de um sistema de segurança tradicional para um monitoramento de segurança inteligente. Confira!

1. Deixar de ser um sistema REATIVO para ser ATIVO

Uma das principais características do monitoramento inteligente diz respeito ao papel das câmeras de segurança, que deixam de ser elementos para gravação e consulta posterior de imagens para assumirem um papel ativo, identificando situações de risco – e não se trata do “modo clássico” em que um operador humano fica olhando dezenas de câmeras tentando encontrar algo suspeito. As imagens são conectadas à plataforma de inteligência artificial, treinadas para identificar não-conformidades. Os robôs assistem e analisam continuamente os vídeos para emitir um alerta sempre que necessário, com a vantagem de que robôs não sofrem com o cansaço, não precisam de pausas para refeição e banheiro e não se distraem. Dessa forma, as câmeras efetivamente funcionam como sensores ativos no monitoramento inteligente.

2. Aproveitar o potencial do profissional de segurança

Falarmos de inteligência artificial e robôs não quer dizer que o ser humano não tenha seu papel, ele é fundamental. Embora boa parte das ações possam ser automatizadas (por exemplo, acionando um giroled/sirene ao detectar a presença de uma pessoa em local proibido) os alertas chegam aos operadores para que sejam validados, tratados e tenham os procedimentos necessários iniciados e acompanhados para mitigação dos riscos. Um plano de ação deve estar bem definido para que após identificar o que aconteceu e onde aconteceu esteja perfeitamente claro o que deve ser feito, quem deve ser acionado e de que forma – e tudo deve ser padronizado para que qualquer operador siga os mesmos procedimentos. Isso requer uma equipe bem treinada, capacitada e atenta. Dessa forma você retira esse profissional de uma tarefa automática e cheia de falhas, para uma posição chave no processo de vigilância.

3. Continuar utilizando os equipamentos já instalados

Muitas empresas solicitam erroneamente que uma companhia que já tenha equipamentos de segurança nas suas instalações troque por produtos mais novos, de última geração e com recursos mais avançados, prometendo que dessa forma a segurança ficará melhor. No caso do monitoramento inteligente realizado pela C4i, a troca de equipamentos não é necessária. “Ao avaliarmos a instalação do cliente, nós também checamos todos as soluções que eles já possuem, como câmeras, sensores, controle de acesso, etc. Se esses equipamentos estiverem funcionando bem e entregarem o que precisamos, não há necessidade de trocar por novos, que irão custar milhares, até milhões de reais para a empresa. Às vezes é questão de mau posicionamento da câmera e que ao ajustar tudo fica resolvido e conseguimos poupar o orçamento do cliente”, explicou Fábio Ribas, Head de Estratégia e Inovação da C4i.

4. Gerar dados que irão ser transformados em conhecimento

No monitoramento inteligente o processo não se encerra à medida em que um alerta é gerado e o procedimento necessário executado. Cada evento traz dados importantes que devem ser identificados, classificados e tratados para se transformarem em informações que permitam estabelecer estratégias de melhoria contínua, para elevar o nível de segurança.

Um dos recursos mais importantes para uma empresa atualmente é a informação. Ao coletar dados diariamente, as empresas tem em suas mãos uma série de conhecimentos que antes não existia, e essas informações podem ser utilizadas para melhorar ainda mais a segurança e diversas outras áreas da empresa, como atendimento, marketing, vendas, etc.

A C4i é uma empresa especializada em Inteligência em Segurança, que oferece solução para monitoramento preventivo e proativo para empresas, residências, indústrias, condomínios, entre outros.

Se quiser saber mais sobre a solução Monitoramento Inteligente, visite a página www.c4i.com.br ou entre em contato via WhatsApp (11) 9 8858-9233.

Quer aprender mais sobre como funciona o monitoramento inteligente?