Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Assalto à Arena Corinthians poderia ser minimizado com Monitoramento Inteligente

6993551_x720

Câmeras de segurança registraram ação da quadrilha que invadiu a Arena Corinthians – Crédito: G1

A Arena Corinthians foi assaltada no início da madrugada do dia 02 de setembro.  Três assaltantes renderam cerca de 30 funcionários das lanchonetes e tesouraria do estádio e levaram cerca de R$ 165 mil em dinheiro. A polícia está investigando o caso e ainda não tem suspeitos. Após analisar imagens do circuito interno, policiais chegaram a conclusão de que funcionários do local podem ter facilitado a entrada dos bandidos. Cerca de 30 pessoas foram feitas reféns.


A empresa de segurança contratada pela Arena, os responsáveis pelo estádio e a diretoria do Corinthians acionaram a polícia assim que os bandidos se evadiram do local. Todas as imagens do circuito interno, composto por inúmeras câmeras de alta definição, já foram analisadas pela polícia.

Pelas imagens, pode-se saber que “na hora da fuga, no estacionamento, os ladrões tentaram roubar o carro da empresa. Eles até andaram um pouco, mas o alarme disparou e bloqueou o veículo. Com toda a calma, os bandidos saíram a pé pelo portão do estádio e entraram em outro carro que parou do lado de fora”, informou o site G1.

“Em pouco mais de uma semana, esse é o segundo caso em que o monitoramento remoto inteligente poderia servir para acionar as autoridades de segurança que em minutos teriam chegado ao local e minimizado a ocorrência.  O assalto à Arena Corinthians foi uma ação extensa, demorada”, alerta Alexandre Chaves, CEO da C4i Monitoramento 360°. “Continuamos recomendando que locais críticos, com circulação de altas somas de dinheiro e bens sejam também monitorados por um sistema de controle à distância, com redundância, para mitigar riscos. O sistema de CFTV pode fazer muito mais do que apenas contribuir posteriormente com as investigações de um delito. Ele pode ser usado de forma preventiva, com a análise correta dos indícios que sinalizam o início de uma ação delituosa”.

Especialista em serviços de monitoramento remoto, a C4i conecta equipamentos de alarme, câmeras de segurança e demais dispositivos à sua Central remota, aplicando inteligência sistêmica que gera notificações quando algo fora do padrão acontece, alertando um analista que, ao comprovar o potencial risco, aciona os procedimentos no local da ocorrência.  A empresa utiliza processamento inteligente de imagens, telemetria ativa, software de última geração e sólidos conhecimentos para gerar notificações e alertas sobre tudo o que está acontecendo, em tempo real.